20060920

Sttau 5: meio cêntimo de castanhas

Ao chegar à Praça do Chile esbarrou com uma velha que, junto da borda do passeio, vendia castanhas.
- Veja por onde vai, seu urso!
António parou e meteu a mão no bolso para tirar uma moeda. Não encontrou nenhuma e teve de abrir o sobretudo para chegar aos bolsos do casaco.
- Quantas quer, velhote?
- Velhote? Tomara-me você para si...
- E que fazia eu consigo?
- Isso ensinava-lhe eu depois...
A velha largou a rir:
- Havia de ser bonito, com a nossa idade...
António encontrou uma moeda de um escudo e deu-lha.
- Dê cá dez tostões de castanhas e deixe-se de fitas.
- Fitas! Então não querem ver o raio do homem! Então que fitas estou eu a fazer?
António riu-se:
- Está a olhar para mim e a lamber os beiços, sua velha gulosa...
- Guloso é você, seu desavergonhado...
Riram-se ambos e a velha entregou-lhe o cartucho das castanhas. António tomou-lhe o peso.
- Então isto são dez tostões de castanhas, sua judia?
- Judeu é você, seu maganão. Queria papar as castanhas e papar-me a mim por dez tostões... Vá... tome lá mais algumas para se ir embora.

1 Comments:

Anonymous Carla C. Tomás said...

A tua mae foi para amsterdao, tu "enterras" o blog e, agora, por onde andas? Deois anos depois bem podias "desenterrar" outro blog, como quem descobre um tesouro ;) e o vai mostrando/partilhando com os amigos ou com quem "passa". Descobri o teu blog por uns comentários a umas fotos minhas e, enfim, gostava de ver mais coisas. Nao falo de comentários :) mas sim de ideias e pensamentos e essas coisas que as pessoas colocam online...

sábado, fevereiro 09, 2008 9:01:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home