20060330

com vizinhos assim

Sentado na sala em silêncio à procura da ligação entre dois pensamentos ouvi um som, uma música, uma voz, não é aqui de casa, pensei, e no meu prédio não se canta assim, rondei até chegar junto da janela - parece ela! - abri a janela - aquela voz só pode ser dela... - não vinha da rua de nenhum carro ou rádio a pilhas, vinha de uma janela do prédio em frente, straight to the heart num tom que só ela sabe, apaguei todas as luzes, fiquei ali a ouvir, eu ela e uma lua meio escondida...


No dia seguinte fui a correr ao armazém buscar os discos todos que me faltavam.

1 Comments:

Blogger C. said...

Armazém própriamente não será, mas anda lá perto...
Estou totalmente solidário com as sensações e por via delas, da necessidade imperiosa de ter que ter !?! Nem que seja assaltando o dito armazém que própriamente não o será.
De facto, só ela "mia" assim.
C.

quinta-feira, março 30, 2006 8:11:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home